Tudo nas mãos da Trindade:


Publicado em 28 Janeiro de 2018
Compartilhe:      

Tudo nas mãos da Trindade:

“Conseguimos trabalhar com tranquilidade porque vocês fizeram”, disse o arcebispo de Londrina, dom Geremias Steinmetz, às mais de 5,5 mil pessoas que lotaram o ginásio Moringão para participar da celebração de encerramento do 14º Intereclesial das CEBs. “Depois de termos trabalhado bastante, colocamos tudo nas mãos da Trindade”. Água perfumada caiu como orvalho nas cabeças de todos, após a bênção. Água, fonte de vida e de esperança.

Na reflexão da palavra dirigida aos participantes da celebração, e também aos que estavam acompanhando através das mídias, dom Geremias, de 52 anos, disse que “o anúncio do Reino de Deus é uma boa nova. A carteira de identidade de Jesus é o que ele faz e diz”.

Ele realiza curas, não para ficar famoso, mas busca a saúde integral das pessoas, dos abatidos e humilhados. O Intereclesial teve como objetivo perceber as doenças de nossas cidades, como falta de moradia, más condições de saneamento básico, concentração de poder na mídia e o debate sobre as juventudes. Por isso tivemos assessores para nos ajudar a buscar remédios eficazes. Através de nosso trabalho, Jesus quer continuar curando.

E, a partir do seu lema de ordenação presbiteral, encorajou a todos:

“Não desanimemos, ao final de tudo, sede alegres na esperança, paciente na tribulação e perseverantes na oração”. 

Pão ázimo e vinho partilhados, acompanhados da canção que diz “pão em todas as mesas, da Páscoa nova a certeza, a festa haverá e o povo a cantar aleluia.” É a comunhão de irmãos e irmãs que sonham, lutam e celebram. Profetas e profetisas do Reino, que comungam a vida. E sabem que “comungar é tornar-se um perigo”.

Ao final da Celebração, os londrinenses repassaram aos delegados de Rondonópolis, sede do próximo intereclesial, a cruz de madeira, ícone do encontro – uma forma de dizer “Deus os abençoe nesta jornada”.

Bispos reafirmam apoio as CEBs

Como pastores, os 60 bispos presentes ao 14º Intereclesial, dirigiram uma palavra de apoio a dom Geremias, autenticando sua participação na condução do encontro.

Aos participantes do Intereclesial, disseram que “com a alegria de pastores queremos continuar apoiando, acompanhando, avaliando e acreditando nas Comunidades Eclesiais de Base – CEBs. O tema e o lema do 14º Intereclesial, na forma que foram apresentados, expressaram sintonia com as diretrizes da CNBB e a carta do Papa Francisco a este encontro”.


Fonte: CEBs do Brasil